2

Oferta Formativa

Consulte informações sobre a oferta formativa

Documentos

Consulta e download de documentos e formulários.

Legislação

Consulte a legislação em vigor

DIVULGAÇÃO

269

Perfil do desenvolvimento global da criança no jardim de infância
Os participantes são designados pelos Diretores/as dos AE/ENA

Jornada

 

6.0 horas

 

Presencial

 

Assistentes operacionais e encarregados operacionais

Escola Secundária de Loulé

Em função do plano de atividades: Esta ação pode ser integrada no plano de atividades dos Agrupamentos associados, de acordo com as respetivas necessidades de formação. Em função dos destinatários: É fundamental que os destinatários da ação, dominem noções essenciais e básicas relativas ao desenvolvimento ...
Ler mais Ler menos

Ref. 218PND2024-ACD-1 Inscrições abertas até 18-04-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: CCPFC/RFO-08703/99

Modalidade: Jornada

Duração: 6.0 horas

Início: 22-04-2024

Fim: 29-04-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária de Loulé

Formador

José Francisco Nunes Guilherme

Destinatários

Assistentes operacionais e encarregados operacionais

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas do Litoral à Serra

Enquadramento

Em função do plano de atividades: Esta ação pode ser integrada no plano de atividades dos Agrupamentos associados, de acordo com as respetivas necessidades de formação. Em função dos destinatários: É fundamental que os destinatários da ação, dominem noções essenciais e básicas relativas ao desenvolvimento da criança, para melhor compreender as diversas situações com que se possam confrontar no dia a dia.

Objetivos

Dar a conhecer uma perspetiva atual de desenvolvimento da criança; Caraterizar o perfil de desenvolvimento da criança, com idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos de idade; Sensibilizar para as assimetrias do desenvolvimento atípico;Informar sobre a importância do processo de observação e diferentes tipos de observação; Troca de experiências sobre estratégias de interaçãocom as crianças.

Conteúdos

Uma nova conceção do desenvolvimento infantil. Caraterização do perfil de desenvolvimento global (físico; cognitivo e sócioafetivo). Assimetrias no desenvolvimento das crianças. Desenvolvimento atípico. A importância do processo de observação. Estratégias de interação com as crianças.

Avaliação

Avaliação quantitativa e avaliação qualitativa.

Modelo

Ponderação participação: 60 Ponderação assiduidade: 20 Ponderação testes/trabalhos escritos: 20

Bibliografia

Guilherme, J. (2010). A Importância da Motricidade no Desenvolvimento Global da Criança – Estratégias de Intervenção. Edições ISMATGuilherme, J. (2011). Horizontes Pedagógicos – Subsídios Para O Acto Educativo. Centro de Formação da Associação de Escolas de Albufeira, Lagoa e Silves


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 22-04-2024 (Segunda-feira) 09:30 - 12:30 3:00 Presencial
2 29-04-2024 (Segunda-feira) 09:30 - 12:30 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

269
274

O bem-estar de docentes

ACD

 

3.0 horas

 

Presencial

 

Educadores de infância, professores 1º, 2º e 3º ciclo, professores do ensino secundário

Escola Secundária de Loulé

Bem-estar docentes e relação pedagógica
Ler mais Ler menos

Ref. 2202024-ACD-07 Inscrições abertas até 19-04-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: 2024-ACD-07

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 22-04-2024

Fim: 22-04-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária de Loulé

Destinatários

Educadores de infância, professores 1º, 2º e 3º ciclo, professores do ensino secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de infância, professores 1º, 2º e 3º ciclo, professores do ensino secundário. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Certificado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação do Litoral à Serra

Enquadramento

Bem-estar docentes e relação pedagógica

Objetivos

Definir os conceitos de bem-estar/mal-estar, bem-estar subjetivo e bem-estar psicológico; sensibilizar para a importância das variáveis da relação pedagógico, enquanto território afeto-cognitivo-comportamental, para o bem-estar subjetivos do docente; fomentar o estabelecimento de metas pessoas como processo de construção de bem-estar individual.

Conteúdos

Noções de bem-estar (mal-estar, bem-estar subjetivo e bem-estar psicológico); determinantes do bem-estar subjetivo; fatores preditores da relação pedagógica associados ao bem-estar subjetivo nos docentes.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 22-04-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:30 3:00 Presencial

INSCREVER-ME
242

Aprendizagens Essenciais de Matemática B e Profissional para o Ensino Secundário

Oficina

 

50.0 horas

 

b-learning

 

Professores do grupo de recrutamento 500

Escola Secundária de Loulé

No âmbito do projeto Contexto e Visão para a revisão curricular das Aprendizagens Essenciais em Matemática, foram homologadas as novas Aprendizagens Essenciais de Matemática para o Ensino Secundário (Matemática B e Matemática do Ensino Profissional) que entrarão em vigor a partir do ano letivo: a) ...
Ler mais Ler menos

Ref. 196LS-M2/23 Inscrições abertas até 30-04-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-120405/23

Modalidade: Oficina de Formação

Duração: 50.0 horas (25.0 horas presenciais + 25.0 horas de trabalho autónomo)

Início: 03-05-2024

Fim: 24-06-2024

Regime: b-learning

Local: Escola Secundária de Loulé

Formador

Ricardo António Correia Pereira

Destinatários

Professores do grupo de recrutamento 500

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do grupo de recrutamento 500. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do grupo de recrutamento 500.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas do Litoral à Serra

Enquadramento

No âmbito do projeto Contexto e Visão para a revisão curricular das Aprendizagens Essenciais em Matemática, foram homologadas as novas Aprendizagens Essenciais de Matemática para o Ensino Secundário (Matemática B e Matemática do Ensino Profissional) que entrarão em vigor a partir do ano letivo: a) 2024/2025, no que respeita ao 10.º ano de escolaridade; b) 2025/2026, no que respeita ao 11.º ano de escolaridade; c) 2026/2027, no que respeita ao 12.º ano de escolaridade. Tendo consciência da necessidade de formação dos professores do grupo 500, para a operacionalização destes novos documentos curriculares em Matemática do Ensino Secundário procurar-se-á desenvolver uma formação focada em aspetos específicos das novas AE de Matemática para o Ensino Secundário (Matemática B e Matemática do Ensino Profissional), destacando o que de mais significativo e novo existe nestes documentos curriculares.

Objetivos

No final da formação, os professores participantes devem: - Compreender, de forma aprofundada, as orientações curriculares expressas nas novas AE de Matemática para o Ensino Secundário (Matemática B e Matemática do Ensino Profissional), as suas finalidades e as consequências para o ensino da Matemática; - Estar dotados com o conhecimento didático e o conhecimento matemático requeridos para o ensino orientado pelas novas AE de Matemática para o Ensino Secundário (Matemática B e Matemática do Ensino Profissional); - Ser capazes de refletir sobre os problemas que possam surgir na prática de ensino das novas AE de Matemática para o Ensino Secundário (Matemática B e Matemática do Ensino Profissional).

Conteúdos

- Orientações curriculares para o ensino da Matemática no Ensino Secundário expressas nas novas AE - Ideias inovadoras do Currículo: o Matemática para a Cidadania; o Pensamento Computacional; o Diversificação de temas no currículo; o Matemática para todos. - Os novos módulos e o seu racional: o Introdução à Inferência Estatística o Geometria sintética o Matemática e arte o Distâncias inacessíveis o Álgebra de Boole o Modelos de grafos o Matemática financeira e fiscal o Matemática comercial o Matemática laboral o Biomatemática o Criptografia - Operacionalização das Aprendizagens Essenciais. - Exploração de ideias e conceitos, integrando a tecnologia como alavanca para a compreensão e resolução de problemas: o Abordagem exploratória de ideias e conceitos matemáticos; o Integração da tecnologia na experimentação, visualização, representação, simulação, interatividade, bem como no cálculo numérico e simbólico; o Recurso à folha de cálculo, a ambientes de geometria dinâmica, a aplicativos digitais diversos, a simulações, a smartphones, à calculadora gráfica e aos sensores, bem como a outros equipamentos e materiais; o Desenvolvimento do pensamento computacional com recurso a atividades de programação integradas na resolução de problemas. - Preparação, apresentação e discussão dos trabalhos e avaliação do curso de formação.

Avaliação

A classificação de cada formando será realizada na escala de 1 a 10 conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio, respeitando todos os dispositivos legais da avaliação contínua e tendo por base a realização e discussão das tarefas propostas nas sessões síncronas, a elaboração e reflexão sobre tarefas para os alunos, e o trabalho final elaborado pelos formandos. O trabalho final deverá ser uma reflexão escrita individual sobre a formação, as aprendizagens realizadas e capacidades desenvolvidas, e a sua participação na formação.

Bibliografia

Revista dedicada ao Pensamento Computacional: Educação e Matemática, 162Veloso, E. (1998). Geometria: Temas Actuais: materiais para professores. Lisboa: IIE.Graça Martins, M. E. & Cerveira, A. (1998). Introdução às Probabilidades e à Estatística. Universidade Aberta.Amado, N. & Carreira, S. (2019). Trabalho de Projeto. Obtido de: http://hdl.handle.net/10400.1/15482Teixeira, P., Precatado, A., Albuquerque, C., Antunes, C., & Nápoles, S. (1997). Funções - 10º ano. Lisboa: Ministério da Educação


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 03-05-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Presencial
2 10-05-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
3 17-05-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
4 24-05-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
5 31-05-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Presencial
6 07-06-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Presencial
7 14-06-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
8 18-06-2024 (Terça-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Presencial
9 21-06-2024 (Sexta-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona
10 24-06-2024 (Segunda-feira) 17:30 - 20:00 2:30 Online síncrona

INSCREVER-ME

242
266

PADDE - Plano de Ação para o Desenvolvimento Digital da Escola - Acompanhamento e Monitorização

Curso

 

12.0 horas

 

e-learning

 

Educadores de Infância e professores do Ensino Básico e Secundário

Online

O desenvolvimento das competências digitais das organizações educativas toma atualmente uma dimensão fundamental na qualidade do trabalho de ensino e de aprendizagem realizado nas Escolas e encontra enquadramento em referenciais europeus: o DigCompOrg que configura as Organizações Educativas para o ...
Ler mais Ler menos

Ref. 204LS-O3/24 Inscrições abertas até 02-05-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: CCPFC/ACC-122396/23

Modalidade: Curso de Formação

Duração: 12.0 horas

Início: 06-05-2024

Fim: 15-05-2024

Regime: e-learning

Local: Online

Formador

Paulo José Silva Guerreiro cavaco

Paulo Alexandre do Rosário Ribeiro

Carlos Eduardo Correia Gomes

Destinatários

Educadores de Infância e professores do Ensino Básico e Secundário

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância e professores do Ensino Básico e Secundário. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Acreditado pelo

CCPFC - Conselho Científico Pedagógico de Formação Contínua

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas do Litoral à Serra

Enquadramento

O desenvolvimento das competências digitais das organizações educativas toma atualmente uma dimensão fundamental na qualidade do trabalho de ensino e de aprendizagem realizado nas Escolas e encontra enquadramento em referenciais europeus: o DigCompOrg que configura as Organizações Educativas para o desenvolvimento das competências digitais e o DigCompEdu que configura as competências digitais dos docentes. Através destes referenciais e numa perspetiva sistémica, o propósito deste curso é apoiar as Equipas PADDE na criação e aplicação de modelos de acompanhamento e de monitorização das ações definidas no PADDE, procedendo ao registo de dados com base nos indicadores traçados e à implementação de eventuais ações corretivas tendo em vista a consecução dos objetivos definidos.

Objetivos

● Capacitar as Equipas PADDE para a construção de um modelo de acompanhamento e monitorização do processo de implementação do PADDE. ● Refletir sobre os processos associados à implementação do PADDE. ● Rever/Definir indicadores e instrumentos de recolha de dados capazes de aferir o desenvolvimento do PADDE. ● Desenvolver instrumentos de recolha de dados capazes de facultarem uma reconstrução crítica da realidade escolar. ● Delinear eventuais ações corretivas no sentido de atingir os objetivos propostos.

Conteúdos

1. Documentos de enquadramento de processos de monitorização de projetos/planos de ação. 2. Estabelecimento das prioridades das ações definidas no PADDE e revisão da sua calendarização. 3. Revisitação/Ajustamento dos indicadores definidos no PADDE. 4. Construção e aplicação de instrumentos de recolha de dados: Inquérito por Questionário; Inquérito por Entrevista. Análise Documental. 5. Organização da recolha de dados e monitorização dos indicadores. 6. Processos de análise dos dados recolhidos. 7. Definição e implementação de eventuais ações corretivas. 8. Relatório de progresso do PADDE e estratégias de comunicação dos resultados.

Metodologias

As sessões destinam-se à exploração de referenciais teóricos e de documentos orientadores, bem como à reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; reflexão sobre inovação em educação e lideranças na era digital; realização de atividades práticas em ambiente colaborativo, de partilha e reflexão; abordagem a estratégias e metodologias de desenvolvimento de projetos centrados na escola; desenho da monitorização dos PADDE. Pretende-se também que os formandos promovam nas suas escolas a discussão e reflexão sobre os resultados da implementação das ações do PADDE comparado com os objetivos previstos da sua implementação. Na última sessão os formandos apresentarão os resultados e as melhorias conseguidas resultantes das ações implementadas.

Avaliação

A avaliação dos formandos docentes nas ações de formação é contínua e participada por todos os intervenientes. As dimensões a avaliar são: a participação e o trabalho individual. De acordo com o RJFC – DL 22/2014, de 11 de fevereiro – e nos termos dos nºs 5 e 6, do artigo 4.º do Despacho 4595/2015, de 6 de maio, o resultado final da avaliação dos formandos é traduzido numa classificação quantitativa expressa na escala de 1 a 10 valores a que acresce uma menção qualitativa.

Bibliografia

De Ketele, J. M. & Roegiers, X. (1999). Metodologia da Recolha de Dados. Fundamentos dos Métodos de Observações, de Questionários, de Entrevistas e de Estudos de Documentos. Lisboa: Instituto Piaget.DigComp - Quadro Europeu de Referência para CidadãosDigCompEdu - Digital Competence Framework for EducatorsDigCompOrg - Framework for Digitally Competent Educational OrganisationsResolução do Conselho de Ministros n.o 30/2020Digital Education Action Plan 2021-2027


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 06-05-2024 (Segunda-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
2 08-05-2024 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
3 13-05-2024 (Segunda-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona
4 15-05-2024 (Quarta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona

INSCREVER-ME

266
272

Desenvolvimento de comunicação, linguagem e fala dos 3 aos 6 anos de idade

ACD

 

3.0 horas

 

e-learning

 

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial.

Online

- Características de comunicação, linguagem e fala em cada faixa etária dos 0 aos 3 anos - Estratégias para estimulação - Sinais de alerta - Encaminhamento
Ler mais Ler menos

Ref. 2072024-ACD-3B Inscrições abertas até 07-05-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: 2024-ACD-03

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 10-05-2024

Fim: 10-05-2024

Regime: e-learning

Local: Online

Formador

Ana Rita Azevedo Costa

Destinatários

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial.

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial.. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial.. No âmbito do Despacho n.º 4840/2023, publicado a 21 de abril de 2023 a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial..

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas do Litoral à Serra

Enquadramento

- Características de comunicação, linguagem e fala em cada faixa etária dos 0 aos 3 anos - Estratégias para estimulação - Sinais de alerta - Encaminhamento

Objetivos

Capacitar os educadores para estimularem de forma adequada o desenvolvimento de comunicação, linguagem e fala e saberem identificar sinais de alerta para encaminhamento e intervenção precoce.

Conteúdos

1. Distinção entre Comunicação, Linguagem e Fala 2. Características desenvolvimentais [3-6 Anos] a) Comportamento e Autonomia b) Emoção e Socialização c) Comunicação e Linguagem d) Sinais de alerta 3. Fala 4. Intervenção Precoce 5. Aconselhamento e Atividades [3-6 Anos]


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 10-05-2024 (Sexta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona

INSCREVER-ME

272
273

Desenvolvimento de comunicação, linguagem e fala dos 3 aos 6 anos de idade

ACD

 

3.0 horas

 

e-learning

 

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial.

Online

- Características de comunicação, linguagem e fala em cada faixa etária dos 0 aos 3 anos - Estratégias para estimulação - Sinais de alerta - Encaminhamento
Ler mais Ler menos

Ref. 2072024-ACD-3C Inscrições abertas até 19-06-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: 2024-ACD-03

Modalidade: Ação curta duração

Duração: 3.0 horas

Início: 21-06-2024

Fim: 21-06-2024

Regime: e-learning

Local: Online

Formador

Ana Rita Azevedo Costa

Destinatários

Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial.

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial.. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial.. No âmbito do Despacho n.º 4840/2023, publicado a 21 de abril de 2023 a ação de formação, releva na dimensão científico-pedagógica para a progressão da carreira docente Educadores de Infância; Professores do 1º Ciclo; Professores da Educação Especial..

Certificado pelo

CDCP - Conselho de Diretores da Comissão Pedagógica

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas do Litoral à Serra

Enquadramento

- Características de comunicação, linguagem e fala em cada faixa etária dos 0 aos 3 anos - Estratégias para estimulação - Sinais de alerta - Encaminhamento

Objetivos

Capacitar os educadores para estimularem de forma adequada o desenvolvimento de comunicação, linguagem e fala e saberem identificar sinais de alerta para encaminhamento e intervenção precoce.

Conteúdos

1. Distinção entre Comunicação, Linguagem e Fala 2. Características desenvolvimentais [3-6 Anos] a) Comportamento e Autonomia b) Emoção e Socialização c) Comunicação e Linguagem d) Sinais de alerta 3. Fala 4. Intervenção Precoce 5. Aconselhamento e Atividades [3-6 Anos]


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 21-06-2024 (Sexta-feira) 18:00 - 21:00 3:00 Online síncrona

INSCREVER-ME

273
275

Pessoal não docente na relação com alunos com TEA
Os participantes são designados pelos Diretores/as dos AE/ENA

Jornada

 

6.0 horas

 

Presencial

 

Assistente Operacional, Assistente Técnico e Encarregado Operacional.

Escola Secundária de Loulé

Em função do plano de atividades: O papel do pessoal não docente, tradicionalmente confinado ao papel logístico para o processo educativo possa acontecer, teve de evoluir. Os assistentes têm hoje de ser um gestor dos espaços exteriores de uma escola, um organizador, detentor de um conjunto de ...
Ler mais Ler menos

Ref. 221PND2024-J-2 Inscrições abertas até 28-06-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: Aguarda acreditação

Modalidade: Jornada

Duração: 6.0 horas

Início: 04-07-2024

Fim: 04-07-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária de Loulé

Destinatários

Assistente Operacional, Assistente Técnico e Encarregado Operacional.

Acreditado pelo

DGAE - Direção-Geral da Administração Escolar

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas do Litoral à Serra

Enquadramento

Em função do plano de atividades: O papel do pessoal não docente, tradicionalmente confinado ao papel logístico para o processo educativo possa acontecer, teve de evoluir. Os assistentes têm hoje de ser um gestor dos espaços exteriores de uma escola, um organizador, detentor de um conjunto de competências relacionais a par das inerentes ao processo educacional. Exerce a sua função não docente numa Escola que se configura como um palco de interações relacionais onde coexistem diferentes formas de estar e de fazer. Esta diversidade cada vez mais vivida na escola nos seus diferentes contextos, permite uma grande riqueza de experiências, mas que pode simultaneamente ser geradora de situações de conflito. Nesta perspectiva importa dotar os assistentes de um conjunto de competências que lhes permitam lidar com estas situações, partindo de uma autorreflexão pessoal sobre estes fenómenos que se possa traduzir, em práticas em que estes aspetos são trabalhados com os alunos, promovendo o seu desenvolvimento pessoal e social. Em função dos destinatários: Pretende-se que, através da participação nesta jornada de formação, os formandos desenvolvam competências ao nível do relacionamento interpessoal e da gestão de conflitos numa perspectiva de autorreflexão pessoal e que, simultaneamente, sejam agentes desse mesmo desenvolvimento junto dos alunos, nomeadamente alunos com TEA. Para isso prevê-se a planificação de um conjunto de atividades concretas a aplicar em contexto escolar. Simultaneamente serão analisados e reconstruídos os procedimentos adotados a nível da escola na prevenção e gestão de ocorrências à luz da legislação em vigor. Em síntese pretende-se promover uma ação proativa na prevenção da emergência de situações de conflito e na sua resolução de uma forma positiva e promotora de desenvolvimento.

Objetivos

No final da Acção de Formação, os destinatários foram capazes de: - Conhecer os vários modelos teóricos subjacentes ao TEA; - Reflectir criticamente sobre a comunicação; - Identificar as principais componentes e estratégias para ultrapassar conflitos; - Compreender os conceitos inerentes à Inclusão, nomeadamente Equidade e Igualdade; - Refletir sobre questões de sigilo e ética.

Conteúdos

- Exposição de teórica; - Vídeo “Imagine”; - Respeito pelo outro e a diferença / Conceito de Inclusão e Direitos Humanos; - Jogo “Afirmações controversas” (reflexão individual e debate coletivo); - Imagens controversas; – Respeito pelo outro e a diferença; - Reflexão e debate em grande grupo sobre crenças, valores e atitudes de cada um (preconceito e pré-conceito individual) / Diversidade; - Equidade e Inclusão /Vídeo “Just the way you are!”.

Avaliação

Avaliação quantitativa: Ponderação participação: 20 Ponderação assiduidade: 40 Ponderação testes/trabalhos escritos: 40

Modelo

Questionário a preencher pelos formandos para avaliar a ação; Questionário a preencher pelos formadores para avaliar a ação; Relatório final da entidade formadora; Relatório final do formador.

Bibliografia

-Catherine Maurice, Behavioral Intervention for Young Children with Autism: A Manual for Parents and Professionals (Austin, Texas: PRO-ED, 1996); -Lynn M. Hamilton, Facing Autism (Colorado Springs, Colorado: WaterBrook Press, 2000); -José Salomão Schwartzman, Autismo Infantil (Brasilia: CORDE, 1994); -S. E. Bryson; B. S. Clarck; I. M. Smith, First Report of a Canadian epidemiological study of autistic syndromes (J. Child Psychol. Psychiatr.; v. 29, n.4, p. 433-45, 1988); -Shirley Cohen, Targeting Autism (University of California Press, 1998).http://www.autism-resources.com/.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 04-07-2024 (Quinta-feira) 09:30 - 12:30 3:00 Presencial
2 04-07-2024 (Quinta-feira) 14:00 - 17:00 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

275
276

Pessoal não docente na relação com alunos com TEA
Esta ação destina-se exclusivamente aos docentes do AE José Belchior Viegas

Jornada

 

6.0 horas

 

Presencial

 

Assistente Operacional, Assistente Técnico e Encarregado Operacional.

Escola Secundária José Belchior Viegas

Em função do plano de atividades: O papel do pessoal não docente, tradicionalmente confinado ao papel logístico para o processo educativo possa acontecer, teve de evoluir. Os assistentes têm hoje de ser um gestor dos espaços exteriores de uma escola, um organizador, detentor de um conjunto de ...
Ler mais Ler menos

Ref. 221PND2024-J-3 Inscrições abertas até 28-06-2024 INSCREVER-ME

Registo de acreditação: Aguarda acreditação

Modalidade: Jornada

Duração: 6.0 horas

Início: 05-07-2024

Fim: 05-07-2024

Regime: Presencial

Local: Escola Secundária José Belchior Viegas

Destinatários

Assistente Operacional, Assistente Técnico e Encarregado Operacional.

Acreditado pelo

DGAE - Direção-Geral da Administração Escolar

Entidade formadora/Parceria

Centro de Formação de Associação de Escolas do Litoral à Serra

Enquadramento

Em função do plano de atividades: O papel do pessoal não docente, tradicionalmente confinado ao papel logístico para o processo educativo possa acontecer, teve de evoluir. Os assistentes têm hoje de ser um gestor dos espaços exteriores de uma escola, um organizador, detentor de um conjunto de competências relacionais a par das inerentes ao processo educacional. Exerce a sua função não docente numa Escola que se configura como um palco de interações relacionais onde coexistem diferentes formas de estar e de fazer. Esta diversidade cada vez mais vivida na escola nos seus diferentes contextos, permite uma grande riqueza de experiências, mas que pode simultaneamente ser geradora de situações de conflito. Nesta perspectiva importa dotar os assistentes de um conjunto de competências que lhes permitam lidar com estas situações, partindo de uma autorreflexão pessoal sobre estes fenómenos que se possa traduzir, em práticas em que estes aspetos são trabalhados com os alunos, promovendo o seu desenvolvimento pessoal e social. Em função dos destinatários: Pretende-se que, através da participação nesta jornada de formação, os formandos desenvolvam competências ao nível do relacionamento interpessoal e da gestão de conflitos numa perspectiva de autorreflexão pessoal e que, simultaneamente, sejam agentes desse mesmo desenvolvimento junto dos alunos, nomeadamente alunos com TEA. Para isso prevê-se a planificação de um conjunto de atividades concretas a aplicar em contexto escolar. Simultaneamente serão analisados e reconstruídos os procedimentos adotados a nível da escola na prevenção e gestão de ocorrências à luz da legislação em vigor. Em síntese pretende-se promover uma ação proativa na prevenção da emergência de situações de conflito e na sua resolução de uma forma positiva e promotora de desenvolvimento.

Objetivos

No final da Acção de Formação, os destinatários foram capazes de: - Conhecer os vários modelos teóricos subjacentes ao TEA; - Reflectir criticamente sobre a comunicação; - Identificar as principais componentes e estratégias para ultrapassar conflitos; - Compreender os conceitos inerentes à Inclusão, nomeadamente Equidade e Igualdade; - Refletir sobre questões de sigilo e ética.

Conteúdos

- Exposição de teórica; - Vídeo “Imagine”; - Respeito pelo outro e a diferença / Conceito de Inclusão e Direitos Humanos; - Jogo “Afirmações controversas” (reflexão individual e debate coletivo); - Imagens controversas; – Respeito pelo outro e a diferença; - Reflexão e debate em grande grupo sobre crenças, valores e atitudes de cada um (preconceito e pré-conceito individual) / Diversidade; - Equidade e Inclusão /Vídeo “Just the way you are!”.

Avaliação

Avaliação quantitativa: Ponderação participação: 20 Ponderação assiduidade: 40 Ponderação testes/trabalhos escritos: 40

Modelo

Questionário a preencher pelos formandos para avaliar a ação; Questionário a preencher pelos formadores para avaliar a ação; Relatório final da entidade formadora; Relatório final do formador.

Bibliografia

-Catherine Maurice, Behavioral Intervention for Young Children with Autism: A Manual for Parents and Professionals (Austin, Texas: PRO-ED, 1996); -Lynn M. Hamilton, Facing Autism (Colorado Springs, Colorado: WaterBrook Press, 2000); -José Salomão Schwartzman, Autismo Infantil (Brasilia: CORDE, 1994); -S. E. Bryson; B. S. Clarck; I. M. Smith, First Report of a Canadian epidemiological study of autistic syndromes (J. Child Psychol. Psychiatr.; v. 29, n.4, p. 433-45, 1988); -Shirley Cohen, Targeting Autism (University of California Press, 1998).http://www.autism-resources.com/.


Cronograma

Sessão Data Horário Duração Tipo de sessão
1 05-07-2024 (Sexta-feira) 09:30 - 12:00 2:30 Presencial
2 05-07-2024 (Sexta-feira) 14:00 - 17:00 3:00 Presencial

INSCREVER-ME

276